A partir da próxima segunda-feira, 1º de junho, algumas atividades econômicas poderão retomar gradualmente o atendimento em Olímpia. O comércio em geral, bares, restaurantes e salões de beleza estão entre os setores autorizados a funcionar com restrições.

A novidade foi anunciada, nessa quarta-feira (26), durante a coletiva do Governador João Dória, que apresentou o Plano São Paulo, elaborado com base nos dados regionais sobre a ocupação de leitos hospitalares e a evolução da epidemia no Estado.

Segundo o documento, apenas 4 das 16 regionais de saúde estão na Fase 3 (Amarela), que representam o contágio mais controlado e bons índices, permitindo a flexibilização das atividades, como é o caso de Olímpia, que pertence à regional de Barretos e integra o grupo seleto de cidades que poderão fazer a retomada gradual, desde com responsabilidade e critério, conforme adiantou o Diário, ontem.

Sendo assim, o plano contém as atividades liberadas pelo Estado e as diretrizes que devem ser seguidas pelos setores com restrições e controle, por exemplo, de fluxo de pessoas e horário de atendimento, além da não realização de promoções e ações que incentivem aglomeração e manutenção das medidas de cuidado e prevenção.

Ainda segundo o plano, a retomada será monitorada a cada 14 dias, sendo que a flexibilização ou rigidez das medidas, para as semanas seguintes, dependerá da estabilidade da incidência de novos casos e da ocupação de leitos hospitalares nas regiões.

Todo o estudo e as recomendações estão sendo analisadas pelo prefeito Fernando Cunha, juntamente com outros prefeitos da região contemplada, e discutida com o Comitê de Gerenciamento e Enfrentamento da Covid-19, para regulamentação do novo decreto municipal, que será publicado ainda nesta semana.

O planejamento contempla ainda a liberação das atividades imobiliárias, concessionárias, escritórios, indústria não essencial e a construção civil, enquanto, nesta fase, devem permanecer suspensos, por enquanto, teatros, cinemas, promoção de eventos, entre outros. Já o funcionamento dos setores de Educação e Transporte estão em definição pelo Estado.

Para o prefeito Fernando Cunha, o início da flexibilização é uma conquista importante para a cidade, mas que deve ser consciente e responsável, com a manutenção dos cuidados, para que o município avance no retorno total das atividades.

Nossa região foi classificada como de menor risco e contaminação pela Covid-19 e isso nos enquadrou numa situação em que podemos liberar um pouco mais as atividades econômicas, seguindo a lei estadual. Nós estamos regulamentando as flexibilizações e vamos publicar um novo decreto que começa a valer a partir de segunda-feira (1º). Mas eu peço a vocês que continuem usando máscaras, adotando o distanciamento e a higienização, principalmente os grupos de risco, porque a Covid está aí e vamos ter que conviver com ela, enquanto não houver uma vacina. Por isso, eu insisto nesses cuidados porque temos uma travessia longa e, se mantivermos a situação controlada, depois de 15 dias, poderemos abrir mais um pouco ainda as atividades, até chegarmos ao Turismo, que gera tantos empregos. Vamos fazer tudo de forma responsável e conto com vocês para sairmos juntos dessa como uma cidade mais fortalecida”, ressaltou o prefeito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here