Prefeitos do Conselho de Desenvolvimento do Vale do Rio Grande (CODEVAR) se reúnem logo mais às 19h30, desta terça (15), para debaterem a situação da Covid-19 em seus municípios e, também, prováveis medidas de restrição, ainda mais severas, inclusive lockdown. Olímpia faz parte do Conselho e, por isso, o prefeito Fernando Cunha está confirmado para participar da reunião por videoconferência.

O coronavírus tem feito cada vez mais vítimas, inclusive, fatais. Em Olímpia, só no final de semana, foram seis mortes. Ontem, mais uma: o jovem empresário Jaime Trinca Jr., proprietário da Impacto Sports, esportista e incentivador desse segmento na Estância Turística; entre outras mortes citadas nas redes sociais.

Do dia 1º de junho, uma terça-feira, até ontem, dia 14, segunda-feira, Olímpia registrou 827 casos positivos e 16 mortes (com a de Jaiminho).

O Codevar é presidido pelo prefeito de Vista Alegre do Alto, Luís Antônio Fiorani.

RIO PRETO: ‘LOCKDOWN NOTURNO’

Como a mídia vem divulgando, o prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo (MDB), apresentou a prefeitos de cidades mais próximas medidas restritivas a partir das 18h. O tema foi debatido pela manhã de ontem (14) no Comitê Gestor de Enfrentamento ao Coronavírus, que tem como presidente o secretário de Saúde, Aldenis Borim. À tarde, a proposta foi apresentada por Edinho a prefeitos da região, juízes, Ministério Público, diretores dos hospitais da cidade, além de representantes da Departamento Regional de Saúde (DRS-15), que tem atuação em 102 cidades. A intenção é que as medidas entrem em vigor a partir de quinta-feira (17), e devem durar por duas semanas. A reunião teve início às 16h e terminou por volta das 20h. Novo encontro está marcado para esta terça-feira para a definição das medidas regionais, principalmente de municípios vizinhos.

Edinho busca apoio de prefeitos da região para que as normas tenham resultado amplo. A meta é conter o avanço da pandemia de Covid-19.

A medida apresentada inclui fechamento até de serviços considerados essenciais a partir das 18h. A exceção seria para farmácias. Seria autorizado ainda funcionamento de serviços delivery.

A medida chegou a ser tratada como “lockdown noturno”. A proposta incluiu proibição de venda de bebidas alcoólicas das 18h às 6h durante a semana. A proibição deve ser ampliada, em todos os horários, nos finais de semana.

Edinho apresentou a proposta aos prefeitos de Bálsamo, Bady Bassitt, Cedral, Guapiaçu, Jaci, Mirassol e Neves Paulista. A inciativa encontra resistência. Um dos contrários às medidas mais radicais seria o prefeito de Mirassol, Edson Ermenegildo (PSDB), segundo cita a imprensa regional.

Rio Preto tem registrado elevação de casos de Covid, além de alta taxa de ocupação em hospitais da cidade, acima de 90% em UTIs, e ainda de mortes provocadas pelo coronavírus. Nesta segunda, 14, a Prefeitura divulgou 16 mortes.

Participaram do encontro O coordenador dos fóruns da região Rio Preto, o juiz Cristiano de Castro Jarreta, o juiz da Infância e da Juventude, Evandro Pelarin, o promotor Sérgio Clementino e representantes de instituições hospitalares do Austa, Beneficência Portuguesa, Santa Casa, Santa Helena, Hospital de Base, DRS-15 e do Conselho Municipal de Saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here