A população e os visitantes da Estância Turística de Olímpia já podem conferir a nova exposição do Museu de Arte Sacra e Diversidade Religiosa, que foi inaugurada nessa quarta-feira (24).

“A outra África: trabalho e religiosidade”, faz parte da Coleção Ivani e Jorge Yunes, um dos mais abrangentes acervos de arte do país. A abertura da mostra contou com a presença do secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, Sérgio Sá Leitão, que está no município para o 4º Conexidades e aproveitou a oportunidade para visitar atrações turísticas e novos projetos da cidade, acompanhado pelo prefeito Fernando Cunha.

No ato, o secretário elogiou o compromisso de Olímpia com a cultura e reforçou a parceria com o município para novas exposições e investimentos. “Fico muito feliz em constatar que Olímpia preza, respeita e valoriza a cultura e a inclusão, com gestores e uma equipe responsáveis, que reconhecem e acreditam no poder transformador da cultura. Coloco nossa secretaria à disposição para que possamos continuar a contribuir com essa visão do prefeito Fernando, reconhecendo Olímpia como a Capital nacional do Folclore, com o festival e todos esses ativos culturais que têm aqui para que Olímpia possa se tornar um exemplo para outros municípios do interior de São Paulo, um exemplo de como a cultura pode impulsionar adiante uma cidade em todas essas dimensões”, declarou Sérgio Sá.

No total, a exposição conta com 220 obras, selecionadas pelo curador e pesquisador de arte africana, Renato Araújo da Silva, com objetos da cultura africana de artistas anônimos, entre terracotas, urnas funerárias, máscaras, estatuetas, armas, joias, instrumentos musicais, objetos do cotidiano, bustos e arte da corte de Benin, que representam 29 etnias africanas. A mostra é mais um convênio do município com o Museu de Arte Sacra de São Paulo.

“Temos trabalhado para estimular o turismo de entretenimento, mas também fazer com que a cidade evolua no acesso à arte, à cultura. Aqui nessa região do Museu, temos a diretriz de criar um distrito cultural, valorizando a parte antiga de Olímpia, com um rico acervo de marcos arquitetônicos, da década de 20, e esse prédio foi o primeiro a restaurarmos, com os cuidados que o prédio merecia. Escolhemos o tema sacro, com viés ecumênico que valoriza a diversidade, esperando atrair os visitantes e moradores e temos tido a parceria e colaboração do Museu de Arte Sacra da Capital, por meio da secretaria de Cultura e Economia Criativa, para trazer exposições com acervos de qualidade porque queremos mostrar ao povo que nosso país é rico em cultura e isso precisa ser valorizado”, destacou o prefeito Fernando Cunha.

A abertura da exposição contou ainda com a presença da secretária de Turismo e Cultura, Priscila Seno Mathias Netto Foresti, do artista plástico Marcos Lontra, os curadores da exposição, Rafael Schunk e Renato Araújo da Silva, servidores municipais, imprensa e sociedade em geral. No ato ainda, a curadoria da mostra anunciou que 15 peças serão doadas permanentemente para o acervo permanente de Olímpia.

O Museu de Arte Sacra e Diversidade Religiosa está localizado na Rua David de Oliveira, 420 – Centro. A nova exposição ficará disponível para visitação ao público até o dia 31 de maio de 2022, de terça-feira a domingo, das 15h às 21h, respeitando as medidas recomendadas de saúde.

Sobre a Coleção Ivani e Jorge Yunes

Construída ao longo de 50 anos pelo casal, a coleção é composta por peças que abarcam vinte e dois séculos de história, cinco continentes, técnicas e suportes os mais diversos. Desde 2017, a filha Beatriz Yunes Guarita coordena uma equipe de profissionais dedicados à catalogação e pesquisa de cada área do acervo, sua conservação e gestão.

Exposição “A outra África: trabalho e religiosidade”

De 24 de novembro de 2021 a 31 de maio de 2022

Visitação: terça a domingo das 15h às 21h

Museu de Arte Sacra e Diversidade Religiosa

Rua David Oliveira, 420 – Centro – Olímpia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here