Uma noite de autógrafos do Sunset Rooftop Bar, do Roots Food Park, na noite de ontem (16), lançou o livro ‘Mirta della Murate’, da escritora olimpiense Sheila Ribeiro Pereira. Obra que já foi lançada na Livraria da Vila, na capital paulista, e na Bienal do livro, no Rio de Janeiro. Fotos de Fábio Cross

O Diário esteve presente, registrou em ‘transmissão ao vivo’ pelas redes sociais parte do evento e fez uma entrevista com Sheila:

Segundo contou ao Diário, Mirta delle Murate, o primeiro livro da autora, é um romance histórico datado do final do século XV. A trajetória da jovem Mirta, submetida à vida no claustro em Le Murate, um convento beneditino de Florença, e sujeita à opressão praticada pelo Estado, sociedade e igreja renascentistas, é o fio condutor de uma incomum história de resistência feminina.

“É um livro sobre a clausura e é também um livro feminista, na medida em que ele conta a história da resistência dessas mulheres no claustro. É um romance de ficção, mas não muito, porque as histórias contadas são perfeitamente atuais. Os desafios vividos ali, ainda conseguimos vê-los, infelizmente, repetidos nos dias de hoje”, afirmou Sheila.

Com aquarelas da atriz e artista plástica, Talitha Pereira – filha da escritora, Mirta delle Murate inaugura a Coleção Thea, que apresentará uma seleção de obras inspiradas nessa divindade pré-helênica e, portanto, focada em resgatar da insignificância a contribuição feminina para a civilização ao longo da história.

A ESCRITORA

A autora olimpiense, Sheila Ribeiro Pereira, é geógrafa e advogada. Profissionalmente, além de atuar em suas áreas de formação, foi produtora cultural do MIS de São Paulo (Museu da Imagem e do Som), a convite de Ricardo Ohtake. De forma privada, realizou ações importantes para o cenário cultural paulista e carioca, como a produção de shows e lançamentos de CDs, com destaque para as apresentações dos Balés russos Bolshoi e Kirov.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here