Em entrevista ao Diário, o prefeito Fernando Cunha fala da abertura do comércio não essencial na nova Fase Laranja, 2, do Plano São Paulo, de quarentena do Estado de São Paulo, iniciada nesta segunda-feira (29) em Olímpia, devido à reclassificação da cidade perante a Região Administrativa de Barretos.

“Infelizmente, Barretos não anda bem, ao contrário de Olímpia e até Bebedouro, mas como a cidade-sede da Região Administrativa não está bem, Olímpia caiu de fase no pacote, estamos tentando reverter a situação na Justiça, mas não está fácil”, disse o prefeito ao se referir à reclassificação da Estância.

Ao ser questionado sobre a abertura do comércio não essencial, exceto bares e restaurantes, que não podem atender presencialmente, ele disse que deixa ‘à vontade’ para melhor definir os critérios de atendimento, a partir de um acordo feito com prefeitos da região.

Em Rio Preto, por exemplo, optou-se por um ‘minilockdown’, alternando dias em que se deve, ou não, abrir ao público. Em Olímpia, o prefeito explicou, com exclusividade, ao Diário:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here