O prefeito Fernando Cunha, de Olímpia, publicou no último dia 3 decreto municipal regulamentando a reabertura progressiva dos meios de hospedagem na Estância turística de Olímpia, classificada em quatro fases, conforme já anunciado anteriormente em entrevista exclusiva ao Diário. Segundo o decreto, a primeira fase ocorre nesta sexta-feira, hoje (17), com ocupação de área de até 25% da capacidade da unidade hoteleira. O secretário Beto Puttini, do Turismo, já havia dado entrevista exclusiva acerca do assunto, inclusive da regularização obrigatória das Casas de Temporada:

Ja a fase seguinte, a partir de 17 de agosto, a ocupação hoteleira abrangerá até 50% de sua capacidade.

O decreto do prefeito Fernando Cunha estabelece que a partir do dia 17 de setembro entrará em operação a terceira fase, ou seja, com ocupação de área de até 75% dos meios de hospedagem.

Finalmente, o faseamento da reabertura dos meios de hospedagem entra na fase final no dia 17 de outubro com abertura plena.

Mas, só um Resort reabriu, o Wyndham Royal, devido ao fechamento dos parques (veja abaixo).

CAFÉ VULCÃO DE MINAS

Dentro do Whyndham Royal, o Café Vulcão de Minas, após vencer todas as dificuldades da pandemia, reabriu também para clientes e amantes de um café 100% arábica, entre outras quitutes mineiras. O empreendimento, com várias filiais, é um empreendimento de Gledson Reis e Marina Ramalho.

PARQUES, NÃO

O decreto não contempla o funcionamento de parques ou outras atividades turísticas, o que permanece suspenso no município. Por outro lado, o que reabre é apenas o meio de hospedagem, e não áreas comuns e fechadas, permanecendo aberta apenas a piscina externa.

Já os parques, conforme publicado pelo Diário, só reabrem a partir do dia 12 de outubro, isso se o município estiver nos últimos 28 dias na fase 4, verde.

O plano em questão foi elaborado com base em protocolos de saúde e seguindo as orientações do Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Turismo, definindo diretrizes que permitam a retomada gradual e responsável do serviço de hospedagem, respeitando as quatro fases de abertura.

A medida visa ainda respaldar o setor, tendo em vista que a hotelaria do município encontra-se proibida pela Justiça de anunciar e comercializar estadias futuras por falta de uma regulamentação própria, o que tem prejudicado ainda mais a geração de receita do setor.

Dessa forma, a partir de hoje, a operação será autorizada com 25% da capacidade e com a adoção de todas as medidas de prevenção necessárias, sendo o avanço ou regresso da retomada avaliado no intervalo de um mês, com base nas taxas de novos casos, isolamento, óbitos e ocupação hospitalar.

Vale ressaltar, por fim, que, conforme previsto no decreto, novas medidas poderão ser adotadas, a qualquer momento, em função do cenário epidemiológico do município e da região, primando sempre pela proteção da população.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here