Da Redação — O prefeito Geninho Zuliani, acompanhado pelo vereador Beto Puttini, do secretário de Planejamento e Habitação Fernando Velho, e do engenheiro Marcelo Siqueira Veirano, da Veirano & Alves Engenharia e Consultoria de Projetos, anunciou que a Agência Nacional de Aviação (Anac) autorizou previamente Olímpia a executar o projeto básico da construção, inicialmente, de um aeródromo, numa área de cinco alqueires, em demanda judicial de desapropriação, para uma pista inicial de mil metros.

Geninho com Puttini, Veirano e Velho
Geninho com Puttini, Veirano e Velho

Conforme foi noticiado com exclusividade pelo Diário, após a desapropriação da área (cujo pagamento por 4,5 alqueires, no valor de R$ 387.679 já foi feito recentemente), o passo seguinte seria a elaboração do projeto executivo da área, que será feito por empresa especializada a ser contratada especificamente para esse trabalho, o que foi realizado pela Veirano & Alves Engenharia e Consultoria de Projetos.

Prefeito aponta a área que está em demanda de desapropriação para futuro aeroporto
Prefeito aponta a área que está em demanda de desapropriação para futuro aeroporto

Na ocasião, a Prefeitura fez o primeiro depósito de desapropriação judicial para pagamento de cinco alqueires, no Bairro rural Lambari, após o sinal verde da 1ª Vara Cível do Fórum da Comarca, através de decisão do juiz Lucas Figueiredo Alves da Silva.

O valor foi de R$ 387.679,00, feito através de guia de depósito judicial, na Caixa, em favor do dono do imóvel, o médico João Wilton Minari. Na verdade, 4,5 alqueires pertence a ele e meio alqueire a Rafael Olmos.

O aeroporto demanda uma área bem maior, cerca de 80 alqueires. Mas, segundo Geninho, “com essa área de cinco alqueires daria para uma pista de mil metros, suficientes para monomotores”, disse ao Diário naquela oportunidade.

autorizaEm vídeo distribuído pelo aplicativo WhatsApp, Geninho disse que “demos um grande passo, um grande avanço, para dar um upgrade no turismo de Olímpia, atraindo mais turistas e investimentos”, e que “esperamos que, dentro dos próximos meses, a demanda possa estar resolvida para podermos, com o projeto nas mãos, captarmos recursos nas esferas estadual e federal para a construção do aeroporto”.

3 COMENTÁRIOS

  1. Pista de 1.000m é valida somente para aviação recreativa com aeronaves não maiores que 4 lugares. Um projeto aeroportuário para incentivar o turismo deve ser bem mais amplo, caso esse modal seja mesmo o recomendável para a cidade. Existe uma larga diferença entre aeródromo e aeroporto!

  2. Olá, boa noite!
    Saberiam dizer se esta área fica a direita ou a esquerda da rodovia Assis Chateaubriand (sentido Olímpia – Rio Preto)?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here