O juiz eleitoral do Fórum da Comarca de Olímpia, Lucas Figueiredo Alves da Silva, determinou nesta terça-feira (8) “a suspensão de qualquer tipo de divulgação, inclusive por rádios e pela internet (redes sociais ou aplicativos de mensagens), da pesquisa até nova determinação em sentido contrário” da segunda pesquisa eleitoral em que aparece em primeiro, na ‘preferência dos entrevistados’ a chapa do pré-candidato a prefeito Flávio Olmos, a exemplo da anterior, que sequer foi recorrida em instância superior.

A decisão também vale para os veículos de comunicação e apoiadores (o irmão do candidato também sofreu derrota na Justiça ao divulgar pesquisa anterior cancelada pela Justiça): “Ainda com base no poder geral de cautela, acolho o outro pedido liminar e determino aos “órgãos de imprensa do município e aos interessados no processo eleitoral, que se abstenham de divulgar o resultado da pesquisa inquinada de ilegal”, sob pena de multa e crime”.

Trata-se de “representação contra registro de pesquisa eleitoral” com os seguintes fundamentos: o custo foi módico; o método não está claro; a contratante é a mesma empresa pesquisadora; “…é de se estranhar que uma empresa constituída há menos de 2 meses, no período auge de seu faturamento –afinal empresas são constituídas com finalidade onerosa-, tenha autofinanciado a sua pesquisa…”; “…a referida empresa requereu o registro de dezenas de cidades apenas no dia 04/09/2020…”; não houve indicação do plano amostral dos bairros e do método de coleta de dados; não foram apresentados os discos dos atuais vereadores; a empresa não está apta a realizar pesquisas, pois não consta da relação do Conselho Nacional de Estatística.

“Em caso de descumprimento desta determinação, sem prejuízo das demais eventuais outras sanções (criminais, inclusive), fica estabelecida a multa de R$100.000,00 (caso
não haja a suspensão imediata de qualquer divulgação e/ou caso haja publicações/divulgações)”, fundamenta o juiz.

Trata-se de empresa recente, que, segundo informações, registrou uma centena de pesquisas em apenas um dia, e que oferece às coligações por R$ 2 mil, em média, já com os ‘resultados tabulados’. Essa empresa que ‘oferece’ as pesquisas também foi derrotada em Santa Fé do Sul (SP).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here