O Governador João Doria apresenta nesta sexta-feira (16), às 12h45, no Palácio dos Bandeirantes, informações sobre o Plano Retomada 21/22 de crescimento econômico em São Paulo no próximo biênio, além de novas medidas de combate ao novo coronavírus, causador da COVID-19. E hoje é também o ‘Dia D’ se Olímpia, integrante da região administrativa da Saúde de Barretos, permanecerá na Fase Laranja ou não, em decorrência do recurso interposto ao Comitê de Crise do Governo do Estado.

Como o Diário noticiou, e até antecipou o resultado, o prefeito de Olímpia, Fernando Cunha, decidiu ir até São Paulo para solicitar ao Governo de SP que reavalie a decisão que regrediu da fase amarela para a laranja a região de Barretos, na qual Olímpia faz parte. A atualização foi divulgada na última sexta-feira (9), no Palácio dos Bandeirantes.

Os parques Hot Beach e Thermas dos Laranjais reabriram, respeitando as exigências sanitárias, no dia 1º de outubro, após permanecerem fechados por seis meses, durante toda a pandemia, e a regressão impacta de forma negativa a economia do Turismo.

Deputado Geninho defende a reclassificação fase fase amarela, e não laranja, de Olímpia e região

A reunião contou com a presença dos secretários estaduais Marco Vinholi (Desenvolvimento Regional) e Jean Gorinchteyn (Saúde), além do coordenador executivo do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, João Gabardo, do deputado federal, Geninho Zuliani (que agendou e defendeu a região), e outros prefeitos da região.

A comitiva de prefeitos com deputado e secretários no Palácio

Durante o encontro, a comitiva regional apresentou dados do quadro da covid-19 e solicitou a reavaliação, “considerando os impactos econômicos e sociais que o retrocesso de fase causaria aos municípios”.

Segundo a prefeitura da cidade, os representantes do Governo do Estado assumiram o compromisso de tratar o assunto na reunião do Comitê Estadual, desta semana, para rever o faseamento e apresentar o novo balanço nesta sexta-feira (16).

A cidade tem, até ontem (15), 2.592 casos confirmados, dos quais 2.489 estão curados (96%), 66 vieram a óbito e 7 estão internados em hospitais de Olímpia e Rio Preto (2 em UTI, 1 em Suporte Ventilatório e 4 na enfermaria).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here