O Café Vulcão de Minas, presente em Olímpia nos Resorts Tuti e Celebration, vem conquistando o gosto do público local e turistas, pela tradição de 88 anos em Poços de Caldas (MG), cultivado a 1.200 metros de altitude, 100% arábica e gourmet. img_5489Os pontos de venda, tanto do café avulso, extraído na hora, quanto das embalagens moído, em grãos e até em capsulas para Nespresso (em versões suave e intenso), podem ser acessados por qualquer amante do café de qualidade, mesmo não sendo hóspede do Tuti ou do Celebration. O Diário de Olímpia acompanhou o CEO do Café Vulcão, Gledson Reis, para o encapsulamento de quase 10 mil unidades para Nespresso, na Kaffa, em Cravinhos (SP).

Unidade Industrial Kaffa Brasil
Unidade Industrial Kaffa Brasil

Pela primeira vez, um veículo de imprensa entra na unidade industrial para mostrar todas as fases do encapsulamento, desde a torrefação, a prova do laboratório, e a produção e embalagem do produto.

A máquina italiana de encapsulamento, totalmente automatizada e 'inteligente'
A máquina italiana de encapsulamento, totalmente automatizada e ‘inteligente’

A Kaffa Brasil é uma empresa de encapsulamento de cafés, e o Café Vulcão está entre as centenas de marcas de cafés em capsulas para Nespresso. O Diário de Olímpia comprova o que o diretor comercial e de marketing, Alexx Noga, disse: “Muitos imaginam que o processo é complexo, e desmistificamos isso, ele é simples e agrega valor, como no caso do Café Vulcão”.

Gledson com os diretores Alexx (E) e Orlando (D)
Gledson com os diretores Alexx (E) e Orlando (D)
Gledson Reis e Leonardo Concon, no 'start' do encapsulamento
Gledson Reis e Leonardo Concon, no ‘start’ do encapsulamento

A cápsula é desenvolvida e patenteada pela Kaffa, compatível para Nespresso, fornecida em atmosfera modificada (nitrogênio), inclusive no flowpack com dez unidades, à prova inclusive de entrada de água (basta fazer o ‘teste da borracharia’ para comprovar). “Todos esses critérios garantem extrema qualidade e validade ao produto, satisfazendo os paladares mais refinados”, reforça Orlando Dias Marques, diretor de produção, um português que veio ao Brasil junto com a Kaffa, em 2014.

Máquinas 'genéricas' oferecidas no mercado brasileiro. Cápsula tem que passar nos testes em todas
Máquinas ‘genéricas’ oferecidas no mercado brasileiro. Cápsula tem que passar nos testes em todas

As cápsulas Kaffa podem ser usadas em máquinas Nespresso ou genéricas. Aliás, no laboratório de prova, o café, torrado pela própria Kaffa no perfil desejado pelo cliente – neste caso, o Vulcão de Minas saiu ‘intenso’, é testado após o período de descanso do grão em todas as máquinas vendidas no mercado brasileiro, cada ‘shot’ é extraído em copo-medida oficial e cronometrado, conferindo cremosidade, aroma e sabor.

Na bancada de testes, todas as máquinas da Nespresso oferecidas no mercado
Na bancada de testes, todas as máquinas da Nespresso oferecidas no mercado
Funcionário realiza diversos testes, inclusive peso cápsula por cápsula
Funcionário realiza diversos testes, inclusive peso cápsula por cápsula
Gledson e Leonardo, com o diretor Orlando (ao centro), degustam e provam o café antes do encapsulamento
Gledson e Leonardo, com o diretor Orlando (ao centro), degustam e provam o café antes do encapsulamento

O CEO do Vulcão de Minas, Gledson Reis, passou a ‘responsabilidade’ da aprovação café para nós, do Diário.

img_5510De fato, o café extraído em qualquer máquina atende os mesmos requisitos de sabor, aroma, cremosidade e, mesmo ‘intenso’, não é aquele café forte, queimado, com aroma de borracha, que é vendido normalmente nas ‘almofadas’ das prateleiras dos mercados. Afinal, é um café 100% arábica, neste caso, um blend Mundo Novo com Catuaí, extremamente saboroso e que pode ser tomado o dia todo ‘sem sustos’, inclusive sem açúcar (a dica é cheirar primeiro o café, informado ao cérebro a doçura da fruta, todo café tem frutose e tem, obviamente, a sua doçura, exceto os extremamente queimados para ocultar impurezas e defeitos).

A Kaffa recebe o Café Vulcão de Minas da mesma forma como faz com grandes marcas, como Café Pelé, Café do Centro, e outras tantas que encapsulam os seus cafés na empresa. Um rigoroso sistema de qualidade, que só permitiu a entrada de estranhos no processo graças à intervenção dos diretores e das intenções do Diário em mostrar como é o processo industrial do café em cápsulas.

O sistema de embalagem do Café Vulcão de Minas em cápsulas Nespresso
O sistema de embalagem do Café Vulcão de Minas em cápsulas Nespresso

Em cada processo, desde o café que é aspirado e moído na hora, o controle de qualidade é rigoroso. Para evitar possíveis sabotagens, câmeras dentro da própria máquina italiana fiscalizam o interior das cápsulas, cada miligrama de pó é pesado e prensado, o nitrogênio é adicionado para conservar o frescor do café, neste caso do Vulcão, até maio de 2018, até as embalagens, finalmente, são pesadas, uma a uma e, se estiver com menor peso, é descartada (com uma cápsula a mais, não).

Cada embalagem, finalmente, é pesada e, se estiver com menor peso, é descartada. Com mais, não
Cada embalagem, finalmente, é pesada e, se estiver com menor peso, é descartada. Com mais, não

O Café Vulcão de Minas, segundo Gledson, está ampliando os pontos de venda, inclusive para hotéis, restaurantes e pousadas, e, em breve, estará formatada como Franquia, tendo já interessados, inclusive do Sul do País.

img_5550

Ele pode ser degustado, inclusive com pão de queijo, ‘panini’, salgados, no Tuti Resort e no Celebration, inclusive por visitantes ou amantes do café.

Validade até maio de 2018, graças à qualidade do café e ao nitrogênio, nos flowpacks e no interior das cápsulas
Validade até maio de 2018, graças à qualidade do café e ao nitrogênio, nos flowpacks e no interior das cápsulas

img_5556

O Diário fez várias ‘transmissões ao vivo’ pelo Facebook, que podem se conferidas abaixo:

A PROVA NO LABORATÓRIO

PROCESSO DE ENCAPSULAMENTO

EMBALANDO AS CÁPSULAS DO CAFÉ VULCÃO

GALERIA DE IMAGENS
Confira todas as fotos desta reportagem, by Leonardo Concon:

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA