A piracema, período de reprodução dos peixes, começou nesta terça-feira (1º) e os pescadores têm que ficar atentos às restrições em relação à pesca. Na manhã desta terça-feira já teve fiscalização nos rios. Policiais ambientais percorreram o rio em busca de irregularidades, mas nada foi encontrado.

Na piracema é proibido capturar qualquer peixe nativo, mas fica liberada apenas a pesca de espécies exóticas, como o tucunaré e a tilápia. O uso de rede, tarrafa e arpão também está proibido e os pescadores têm que ficar a, pelo menos, um quilômetro e meio de distância das barragens, cachoeiras e corredeiras.

Essas são apenas algumas das restrições. Quem descumprir as regras paga multa, responde a processo e pode até ser preso.

A piracema vai até o fim de fevereiro do ano que vem.

“O pescador, tanto amador como profissional, deve ficar atento às distâncias de usina, cachoeiras e confluências. A multa começa com R$ 700, mas ela pode chegar a R$ 1,4 mil”, afirma o tenente da Polícia Ambiental Antônio Carlos Hoffman.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here