Visando oferecer uma melhor estrutura de atendimento à população, a Unidade de Pronto Atendimento – UPA da Estância Turística de Olímpia, está passando por reformas e ampliação do prédio. A obra, orçada em R$ 292.435,54, está sendo realizada com recursos próprios e foi iniciada nesta semana com prazo médio de conclusão de oito meses.

A reforma da unidade atende a uma das prioridades do plano de governo da atual gestão e será efetuada pela empresa Idamar Cristino da Silva – ME, responsável pelo fornecimento de materiais, mão-de-obra e equipamentos especializados, além de executar serviços de demolição e retirada de concretos e revestimentos cerâmicos; limpeza da superfície, remoção de aparelho de iluminação, de tubulação elétrica, sanitários, esquadria em vidro e outras guarnições.

Serão realizadas também adequação e confecção da infraestrutura e superestrutura, que abrigará escavações, impermeabilização e lajeamento. Outro ponto elencado na reforma é a elevação e a cobertura da unidade com a instalação de calhas e a substituição do telhado. Além disso, o prédio receberá novos vidros e portas.

A obra também contemplará a substituição do sistema elétrico, com a instalação de disjuntores termomagnéticos, eletrodutos, tomadas e luminárias. O sistema hidráulico terá adequações em válvulas, tubos de PVC e torneiras. Já as estruturas destinadas ao atendimento médico terão novos tubos de cobre, reguladores de alta pressão e purgador termodinâmico com filtro incorporado. Após, a reforma estrutural, o espaço deve também receber melhorias em móveis e equipamentos para oferecer mais conforto e qualidade aos pacientes.

De acordo com a secretária de Saúde, Sandra Lima, a reforma é crucial para suprir a necessidade do município que atende centenas de pessoas diariamente na UPA. “Com esta ampliação e adequação da unidade podemos oferecer um melhor serviço de pronto atendimento aos moradores de Olímpia e região”, aponta Sandra.

Segundo o prefeito Fernando Cunha, a readequação e melhorias da unidade são necessárias, pois o prédio, mesmo com pouco tempo de uso, tendo em vista que foi inaugurado em 2012, já apresenta graves problemas estruturais que prejudicam o atendimento ao público.

“É notório que a população deseja uma infraestrutura melhor, que não sofra com problemas de infiltração e goteiras. Com isso, montamos um projeto para atender aos anseios da população e dar uma saúde de qualidade”, salienta o prefeito.

A UPA, além da reforma estrutural, iniciou no ano de 2017 com uma nova gestão administrativa, comanda por um convênio com a Santa Casa de Misericórdia de Olímpia, que contempla a prestação de serviços complementares ao Sistema Único de Saúde (SUS), de forma integrada para manutenção da assistência à saúde na Unidade de Pronto Atendimento 24 horas. Além disso, houve também mudança de diretor clínico, sendo nomeado, recentemente, o médico olimpiense Marco Aurélio Spegiorin, que tem formação em clínica médica e especialização em terapia intensiva.

Além dessas medidas, com o objetivo de oferecer um serviço mais eficaz aos pacientes em emergência, a atual gestão tem oferecido constantemente a capacitação e o treinamento dos enfermeiros do SAMU, que são responsáveis por realizarem os atendimentos em situações que os pacientes correm risco de vida.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA